terça-feira, 15 de abril de 2008

Romário anuncia aposentadoria

Agora é pra valer! Aos 42 anos, Romário (foto) anunciou a sua despedida oficial do futebol. A revelação foi feita nesta segunda-feira, no lançamento do DVD sobre sua carreira, no Rio de Janeiro.


Autor de 1002 gols em toda a carreira, muitos deles memoráveis, Romário já era um ex-atleta em atividade há algum tempo. Desde retornou ao Vasco, em sua quarta passagem, o baixinho não apresentou o futebol que o consagrou como um dos maiores atacantes da história.

Além do Vasco, primeiro e último clube de sua carreira, Romário teve passagens por Flamengo, Fluminense, PSV (Holanda), Barcelona (ESP), Valencia (ESP), Al-Saad (CAT), Adelaide United (AUS) e Miami FC (EUA).

Romário foi gênio, foi craque, foi decisivo, foi vitorioso. Carregou a Seleção Brasileira nas costas em 1994, no tetracampeonato. Em 1998, foi cortado às vésperas da Copa da França e em 2002 foi preterido por Felipão.

O baixinho foi eleito o melhor do mundo em 1994, em excelente fase. Golaços não faltam no curriculo do artilheiro. Um dos mais marcantes foi pelo Flamengo, contra o Corinthians, no Pacaembú, quando deu um lindo elástico em Amaral e tocou na saída do goleiro.

Pois é, infelizmente tudo chega ao fim. Mas Romário deixará uma bonita história, lindos gols e muita saudade no torcedor brasileiro.


3 comentários:

Obede Jr. disse...

O Baixinho poderia ter se poupado do final um pouco melancólico. Mas eu até o entendo, ele deve amar jogar futebol e deve ser muito difícil parar de jogar.

Mas o Romário realmente foi e é O cara. O Ronaldo é o melhor atacante que eu vi jogar, e o Romário é melhor centro-avantes, e olha que eu vi Evair jogar, mas o Romário é muito matador, mas muuuito mesmo.

A imprensa paulista tem um certo preconceito com ele, pura inveja, só porque ele não jogou em SP. Mas nunca vi ninguém ser tão decisivo como o Baixinho e ser tão consciente do gol como ele.

Assim como ele disse, na frente dele só Pelé, na verdade, pra mim, na frente dele, só Allan Shearer.

OBS: Grandes nomes do futebol universal não entram em listas, nomes como Derlís Florentín, Sergio Gioino e Afonso Alves.

Bruno Diniz disse...

O Romário foi um dos maiores entre os maiores. Não em tamanho, é óbvio.

Jogaria em qualquer seleção de qualquer época. Também acho que deveria ter evitado o fim melancólico e o milésimo gol inventado. Mas não mancha a gloriosa carreira.

E tenho q concordar com o Obede. Gioino, Florentin e Afonso ficam mto a frente de qualquer um. Não vela a pena nem comparar, pq perderia tempo a toa.

leandro disse...

Já deve ser a 5º ves que ele anuncia a aposentadoria SÓ NESSE ANO kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Romario pra mim foi o melhor jogador que eu vi.

Como ele mesmo disse em 20001, 2005 e 2007 ai unica coisa que falto na carreira dele foi joga no corinthians