sexta-feira, 31 de agosto de 2007

Grupos da Copa dos Campeões

A Uefa realizou ontem, em Monaco, na França, o sorteio dos grupos da Copa dos Campeões 07/08. Analisando time por time, não acredito que haja algum grupo fácil.

A fase de grupos começa no dia 18 de setembro. A final será realizada no estádio Luzhniki, em Moscou, dia 21 de maio de 2008. Com certeza a Champions, é o campeonato interclubes mais legal do mundo, apesar da Libertadores ser mais ferrenha, cada jogo da Copa dos Campeõs é um espetáculo de futebol, em todos os aspectos.

Veja o resultado do sorteio:


Grupo A:
Liverpool (ING)
Porto (POR)
Olympique de Marselha (FRA)
Besiktas (TUR)

O Liverpool não deverá ter muitas dificuldades para se classificar e terminará em primeiro. Porto e Olympique devem brigar pela segunda colocação. O Besiktas poderá beliscar uma vaga na Copa da Uefa.

Grupo B:
Chelsea (ING)
Valencia (ESP)
Schalke 04 (ALE)
Rosenborg (NOR)

Chelsea e Valencia devem se classificar nesse grupo e o Schalke fica com a vaga na Copa da Uefa. No entanto, se o time alemão mostrar força em casa, pode despontar como uma surpresa e beliscar uma vaga para as oitavas-de-final.


Grupo C:
Real Madrid (ESP)
Werder Bremen (ALE)
Lazio (ITA)
Olympiacos (GRE)

O Real, se jogar sério e com toda a tradição de Champions que tem, deve se classificar em primeiro sem problemas. A segunda vaga fica com o Werder, do brasileiro Diego. Lazio e Olympiacos brigam pela vaga da Copa da Uefa.


Grupo D:
Milan (ITA)
Benfica (POR)
Celtic (ESC)
Shakhtar Donetsk (UCR)

O atual campeão, Milan, terminará em primeiro. No entanto, a segunda vaga deverá ser muito disputada, e qualquer um dos outros 3 clubes pode se classificar.


Grupo E:

Barcelona (ESP)
Lyon (FRA)
Stuttgart (ALE)
Glasgow Rangers (ESC)

Barça e Lyon passarão para a próxima fase, resta saber qual dos dois será líder. O clube francês tem bom histórico com clubes espanhóis e tem um leve favoritismo. Stuttgart e Rangers lutarão pela vaga na Copa da Uefa.


Grupo F:

Manchester United (ING)
Roma (ITA)
Sporting (POR)
Dynamo de Kiev (UCR)

Grupo muito parelho, o Manchester, atualmente em má fase, entra como favorito, mas nada impede que Roma e Sporting desbanquem os ingleses. Dynamo também pode surpreender mas aparece como zebra do grupo.


Grupo G:
Inter de Milão (ITA)
PSV Eindhoven (HOL)
CSKA Moscou (RUS)
Fenerbahce (TUR)

O grupo G é o considerado grupo da Morte. Com 4 campeões nacionais, a briga promete ser intensa. PSV não é tão forte como nos outros anos, mas não será fácil de ser batido. A Inter tem ligeiro favoritismo, mas o CSKA de Love e o Fener de Alex vão brigar.

Grupo H:
Arsenal (ING)
Sevilla (ESP) ou AEK (GRE)
Steua Bucareste (ROM)
Slavia Praga (TCH)

Ainda falta definir um participante do grupo, mas deve ser o Sevilla. Com isso, Arsenal e o time espanhol devem passar para a segunda fase sem muitos problemas. Romenos e Checos brigam pela vaga na Copa da Uefa.


Kaká no topo da Europa

Além do sorteio dos grupos da Copa dos Campeões, a Uefa premiou os melhores jogadores da temporada passada. O brasileiro Kaká (foto), do Milan, ganhou 2 prêmios, o de Melhor Atacante e Melhor Jogador. Resultado mais que natural, porque o craque milanista destruiu na temporada passada e deverá fazer a diferença para o clube italino esse ano novamente.

Além de Kaká, Peter Cech, do Chelsea, foi escolhido o Melhor Goleiro, Paolo Maldini e Seedorf, ambos do Milan, ganharam respectivamente o prêmio de Melhor Defensor e Melhor Meio-Campista. Para essa temporada, em quem você aposta que ter terminará como o grande destaque?

Santos e Vasco vencem e encostam nos líderes

O Santos venceu, de virada, o Atlético Paranaense por 3x1, ontem, na Vila Belmiro. Com o resultado, o Peixe chegou à 5ª posição, com 36 pontos, entrando definitivamente na briga por uma vaga na Libertadores. O técnico Vanderlei Luxemburgo, por sua vez, ainda sonho com o título nacional.

O Santos começou mal na partida, não encontrando um bom futebol no molhado gramado da Vila. Em uma bola parada, o Atlético-PR abriu o placar com uma cabeçada do zagueiro Antonio Carlos. Da mesma forma, de cabeça, o Santos empatou, com o zagueiro Domingos. No segundo tempo, Pedrinho (foto) e Kléber Pereira, de pênalti, completaram a vitória santista.

O Vasco venceu o Náutico em São Januário e assumiu a 3ª posição, com 38 pontos. A vitória por 4x1 sobre o time pernambucano não representou o que foi o jogo, já que o time cruzmaltino sofreu para chegar à vitória.

Leandro Amaral, de pênalti, abriu o placar para o Vasco. O time carioca teve o volante Andrade expulso ainda no primeiro tempo e se complicou. O atacante Marcelinho, do Náutico, empatou a partida no início do segundo tempo. Após muito lutar, o Vasco chegou a vitória com gols de Marcelinho (2) e Rubens Júnior. Os destaques da partida foram o meia Dario Conca e o atacante Leandro Amaral.

quinta-feira, 30 de agosto de 2007

'Defesa que ninguém passa' dá vitória ao São Paulo

O São Paulo sofreu, mas venceu o Palmeiras por 1x0, ontem, no Palestra Itália. Com o resultado, o Tricolor abriu vantagem na liderança do Brasileirão, chegando aos 47 pontos, 8 a mais que o vice-líder Cruzeiro.

Apoiado por sua torcida, o Palmeiras começou o clássico pressionando o São Paulo, comandado pelo meia Valdívia, que estava inspirado. Em jogadas individuais, o chileno ditava o ritmo alviverde. Com o passar do tempo, o São Paulo equilibrou o jogo e contou com uma contusão do meia, que teve que ser substituído.

O gol Tricolor saiu no final do primeiro tempo. Jorge Wágner tabelou com Aloísio e tocou por cima do goleiro Diego Cavalieri, marcando um belo gol. Na volta do segundo tempo, o Palmeiras tentou pressionar, mas sem sucesso.

Quando finalmente conseguiu marcar, o gol foi anulado. O atacante Max completou de cabeça, mas voltava da posição de impedimento, segundo o bandeirinha (e o comentarista de arbitragem Arnaldo Cézar Coelho). O gol anulado gerou polêmica, mas nada foi capaz de atravessar a defesa são-paulino. No clássico de ontem, o hino do Palmeiras, com seu famoso trecho: "Defesa que ninguém passa", definitivamente parecia ter sido composto para o eficiente sistema defensivo tricolor.

Botafogo e Flamengo, mais uma vez, empataram no clássico carioca. O placar de 1x1 representa o quinto empate entre as equipes no ano. Juan abriu o placar para o rubro-negro e Jorge Henrique empatou para o Fogão.

Já no Mineirão, o Corinthians voltou a ser derrotado, desta vez para o Atlético-MG. A goleada por 5x2 tem gosto ainda pior para a Fiel, por ver o time corintiano perder para o desafeto Émerson Leão, treinador do Galo.

O Cruzeiro deixou escapar a vitória contra o Paraná, fora de casa, apenas empatou por 2x2 e viu a diferença para o São Paulo subir ainda mais. O Fluminense, por sua vez, goleou o Internacional fora de casa pelo placar de 4x1, com destaque para o golaço de Alex Dias, que completou cruzamento da direita com um belo gol de letra, fechando a vitória do tricolor carioca.

Completando a rodada, o Sport bateu o Grêmio na Ilha do Retiro por 2x0. O Juventude respirou um pouco mais com a vitória sobre o Goiás, também por 2x0, em Caxias do Sul. O Figueirense fez 3x1 no virtualmente rebaixado América-RN e se reencontrou com a vitória.

Hoje mais dois jogos completam a rodada. O Vasco recebe o Náutico buscando voltar ao G4. Já o Santos recebe o Atlético-PR, também tentando encostar nos líderes da competição.

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Futuro da seleção

Hoje de manhã a seleção Brasileira sub-17 foi eliminada por Gana nas oitavas-de-final do Mundial Sub-17 da Fifa, realizado na Coréia do Sul. Tudo bem, as seleções africanas são fortes nas categorias de base, mas o Brasil também é e não pode ser eliminado dessa forma. Voltando um pouquinho no tempo, mas bem pouco, e já podemo ver outra seleção de base nossa fazendo papelão.

No Mundial Sub-20, nossos meninos foram ainda piores, de 4 jogos, perderam 3, se classificaram para a segunda fase como um dos melhores terceiros. O time tinha lá seus bons jogadores, como Renato Augusto (Flamengo), Amaral (Palmeiras), William (Shakhtar Donetsk) e o craque Alexandre Pato (Milan), mas não deslanchou. Assim como o time sub-17, que se não contava com jogadores famosos, tinha algumas promessas como Lulinha (Corinthians e foto), Maicon (Fluminense), e Fabinho (Internacional). O que aconteceu de errado? Ou, melhor, o que está errado?

Essa é uma geração ruim ou há outra barreira por trás? Há quatro anos, essas duas seleções se sagraram campeãs, e no mundial seguinte, em 2005, foram vice (sub-20) e terceiro lugar(sub-17), posições bem mais respeitáveis. Muitas questões permeiam minha mente, seriam esses jogadores os melhores mesmo? Confesso que não acompanho de perto os campeonatos nacionais dessas categorias, logo, não posso opinar. Muito se fala da qualidade dos treinadores dessas seleções, seriam eles os culpados então? Não conhecia Luiz Antonio Nizzo (sub-17) e nem Nelson Rodrigues (sub-20) antes desses dois mundiais, pelo menos não o seu trabalho. Não se mostraram grandes culpados, mas também não são nenhuma maravilha.

Podemos então dizer que foi uma mera fatalidade? Pode ser. Mas, se formos olhar como a CBF trata a seleção brasileira principal, usando como caça-níquel em amistosos contra seleções sem qualidade, como convocações duvidosas e que cheiram a interesse de empresários, as seleções de base podem estar em maus lençóis. Não temos como negar que a seleção brasileira, o manto mais honroso e sagrado do futebol mundial, dá uma puta visibilidade para o jogador. Mas é preciso merecer vestí-lo, sem que haja uma contratação futura engatilhada. A seleção não é uma loja ou revenda de jogadores, representa um País inteiro apaixonado por futebol, é preciso ter respeito, desde a base.

Medo dentro de campo

A bruxa está solta nos gramados do mundo todo. A morte do lateral espanhol Antonio Puerta, do Sevilla, que estava internado desde domingo, quando desmaiou durante a vitória do seu time sobre o Getafe, pelo Campeonato Espanhol, chocou a todos e trouxe a tona a questão da preocupação com a saúde dos jogadores de futebol.

Hoje, no momento em que Puerta era velado, outro atleta morreu jogando futebol. Foi o ex-jogador da seleção da Zâmbia, Chaswe Nsofwa, de 26 anos. Ele treinava pelo time Hapoel Beersheba, da primeira divisão de Israel, quando foi ao chão com uma parada cardíaca.

Esses fatos nos remetem à noite de 27 de outubro de 2004, quando o zagueiro Serginho, do São Caetano, se sentiu mal e caiu no gramado do Morumbi. Foi socorrido e, horas depois, a notícia que chegou do Hospital São Luís foi a do óbito do jogador de 30 anos.

Antes dele, foi a vez do camaronês Foé, que morreu atuando pela seleção de seu país em um jogo da Copa das Confederações, e do húngaro Miklos Fehér, do Benfica, que, depois de sorrir, caiu com uma parada cardíaca no jogo contra o Vitória de Guimarães.

Ao ver isso, nos questionamos sobre a preparação fisíca a que os atletas são submetidos desde cedo. Com 13 ou 14 anos, os garotos já são cobrados - seja pelos pais ou pelos times - para que tenham um alto rendimento. Para isso, sofrem cargas e cargas de musculação e treinos de condicionamento, impróprios para a idade.

Outros jogadores profissionais já passaram pelo drama de parar de jogar por causa de problemas no coração. Foi o caso de Willian, do Palmeiras e Fabricio Carvalho, do Goiás, que passaram dois anos sem poder praticar esportes, mas hoje estão de volta aos campos.

O caso do atacante Washington (ex-Ponte Preta e Atlético Paranaense) foi mais grave. Ele precisou se submeter a uma cirurgia na época que estava vivendo sua melhor fase e vinha sendo chamado para a seleção brasileira. Ele ficou afastado e conseguiu voltar. Ganhou o apelido de "Coração Valente" e bateu o recorde de gols marcados no Brasileirão de 2004.

Agora, depois desses incidentes, a Fifa, em conjunto com as conferações, precisa tomar atitudes para que mortes deixem de acontecer. Afinal, não dizem que esporte é vida?

Salvo pelo desfibrilador


O zagueiro irlândes Clive Clarke, do Leicester City, da Inglaterra, quase se tornou um número para a estatística acima. Ele desmaiou no intervalo do jogo contra o Nottingham Forrest, pela Copa da Liga Inglesa, e foi salvo por um desfibrilador.

O jogador de 27 anos teve duas paradas cardíacas ainda no vestiário e só sobreviveu devido ao rápido uso do aparelho. Ele segue internado, mas, segundo os médicos, seu quadro é estável.

Pitacos - Brasileirão 22ª rodada


Como bom analistas e jornaleiros que somos, não podíamos deixar de dar nossos pitacos para a próxima rodada do Brasileirão. Rodada que é decisiva para muitos times, mas principalmente para o Palmeiras, que enfrenta em casa o líder do campeonato São Paulo. Se quiser brigar pelo título, o Verdão não pode pensar em outra coisa que não a vitória.

Além do clássico paulista, teremos Botafogo e Flamengo. Ambos voltaram a vencer, e o Mengão está em boa fase, mas não contará com Juan e Roger, suspensos ontem. Pelos lado do Fogão, a vitória daria moral ao time, que teve uma queda de rendimento, mas reencontrou a vitória na última rodada. Mas vamos aos pitacos:

Jean Minganti
Paraná x Cruzeiro
Embalado, o Cruzeiro deve vencer o Paraná em Curitiba e seguir na cola do líder São Paulo. Nem mesmo o artilheiro Josiel, do Paraná, será o suficiente para os mineiros.
Juventude x Goiás
O fraco Juventude deve cair mais uma vez em casa. O Goiás não briga mais pela libertadores, mas se manterá na zona da Sul-americana e vence o Juventude.
Palmeiras x São Paulo
O São Paulo vem embalado com a liderança e uma goleada. O Palmeiras vem de três vitórias consecutivas e subindo na tabela. São Paulo é favorito, mas o clássico favorece um empate.
Botafogo x Flamengo
Neste caso, o clássico não fará diferença e o Botafogo atropela o Flamengo, que não engana ninguém com a última vitória.
Figueirense x América-RN
Péssimo jogo para se ver. Nenhum dos dois times cria jogadas. Mas o Figueirense leva pequena vantagem com Jean Carlos, que pode fazer a diferença. Figueirense vence em casa.
Sport x Grêmio
O Grêmio é superior tecnicamente, mas o Sport em casa não é fácil de se engolir. Cheira empate.
Atlético-MG x Corinthians
Os mineiros devem aproveitar o fato de jogar em casa e contra o Corinthians, que passa por uma crise e sem Willian. Dá Atlético-MG.
Internacional x Fluminense
O Inter vem crescendo na competição, de volta com Abel Braga. O colorado vence o tricolor.
Santos x Atletico-PR
Sem dúvida alguma o Santos vence o Atlético-PR, que luta para escapar da degola.
Vasco x Náutico
O Vasco atropela o fraco Náutico no Rio para tentar voltar ao G4.

---

João de Andrade
Paraná x Cruzeiro
O Paraná reencontrou a vitória, mas deve ter vida dura contra o Cruzeiro, em ótima fase. Deve dar empate: 1x1
Juventude x Goiás
O Goiás caiu muito, mas enfrenta o fraquíssimo Juventude, que deve ser rebaixado. Por tanto, vitória magra do Goiás: 1x2.
Palmeiras x São Paulo
Clássico que vai pegar fogo, com as duas equipes vivendo bons momentos. Jogando no Parque Antártica, o São Paulo costuma se dar bem. Mas, pela circunstância, deve empatar: 1x1.
Botafogo x Flamengo
Bom clássico no Rio de Janeiro, com equipes em situações opostas, mas que vem de vitórias importantes. Acredito que dê Flamengo, embalado na saída da zona de rebaixamento: 1x2.
Figueirense x América-RN
O Figueirense também está caindo pelas tabelas, mas nada mais fácil do que recuperar-se contra o América-RN em casa. Fáceis 3x0 pro Figueira.
Sport x Grêmio
O Sport em casa costuma complicar a vida dos visitantes. E como o Grêmio não vem bem, deve perder na Ilha do Retiro: 2x0.
Atlético-MG x Corinthians
Jogo difícil. Difícil de assistir. As duas equipes apresentam um futebol ruim e não deve ser um jogo de grandes emoções. Empate sem graça: 0x0.
Internacional x Fluminense
Duas falsas promessas antes do início do campeonato, não conseguiram confirmar boas campanhas e hoje aparecem como figurantes no campeonato. Com as bolas paradas de Thiago Neves, o Flu deve sair vencedor: 1x2.
Santos x Atlético-PR
Embalado, o Santos deve atropelar o fraco Atlético-PR na Vila. E, para variar, Kléber Pereira deve marcar: 3x0.
Vasco x Náutico
Outro jogo tranquilo, já que o Vasco é o melhor mandante do campeonato. O Náutico poderia ameaçar, mas sem seu melhor jogador (o meia Acosta, suspenso) deve sucumbir ao time cruzmaltino: 3x1.

---

Obede Júnior
Paraná x Cruzeiro
O Paraná tentará segurar o melhor ataque da competição, mas não vai conseguir. Dá Cruzeiro 3 x 1.
Juventude x Goiás
Esforçando-se para cair, o time de Caxias do Sul vai tropeçar mais uma vez em casa. Goiás 1 x 0.
Palmeiras x São Paulo
Prometendo ser um dos melhores jogos do campeonato, as defesas devem prevalecer e quem fizer primeiro leva. E será o Palmeiras. 1 x 0.
Botafogo x Flamengo
O Fla ganhou 4 das suas últimas 5 partidas, mas sentirá os desfalques contra um Botafogo querendo se reerguer. Botafogo 4 x 2.
Figueirense x América-RN
Após perder em casa no fim de semana, o Figueira não deve tropeçar de novo, ainda mais com o rebaixado América. Figueira 2 x 0.
Sport x Grêmio
O Leão da Ilha não é mais o mesmo em casa, e o Grêmio vem melhorando fora de casa. Grêmio 2 x 1.
Atlético-MG x Corinthians
O Galo de Leão precisa se recuperar jogando em casa. Contra o Corinthians pós-William vai conseguir. Atlético 1 x 0.
Internacional x Fluminense
O Inter foi ajudado na última rodada, mas mesmo assim vem crescendo. O Flu joga melhor fora. Empate em 2 x 2.
Santos x Atlético-PR
Com Kleber Pereira fazendo gol só de olhar pra bola, o Peixe ganha fácil do mais fraco Furacão dos últimos tempos. Santos 3 x 0.
Vasco x Náutico
Melhor mandante do campeonato, o Vasco pega os pernambucanos desmoralizados e sem seu melhor jogador. Vasco 4 x 1.

---

Bruno Diniz
Paraná x Cruzeiro
O Cruzeiro vem embalado e deve vencer o tricolor do Paraná.
Juventude x Goiás
O Juventude vai aproveitar o mau momento dos goianos para tentar escapar da incomoda posição. Vitória do time de Caxias.
Palmeiras x São Paulo
É o jogo mais esperado da rodada. Vai ser decidido no detalhe. Acredito na superação do Palmeiras, que, com a ajuda da torcida, vai vencer o tricolor.
Botafogo x Flamengo
Jogo movimentado e disputado. O Flamengo fica com a vitória.
Figueirense x América-RN
Com técnico novo, o América arranca um empate do Figueirense.
Sport x Grêmio
O Sport só perdeu uma vez em casa no campeonato e o Grêmio só teve três vitórias fora de seus domínios. Vitória do Leão da ilha.
Atlético-MG x Corinthians
Jogo chato e cheio de erros. Um empate não será surpresa.
Internacional x Fluminense
O Internacional faz valer o mando de campo e fica com a vitória.
Santos x Atlético-PR
O Peixe vai aproveitar a boa fase de seus jogadores e vai sufocar o Furacão na Vila. Santos sempre Santos.
Vasco x Náutico
O Vascão é o time com melhor aproveitamento dentro de casa: 8 vitórias e 2 empates. Apesar do Perdigão ser desfalque, não deve ter dificuldades para vencer os pernambucanos.

---

Pitaco geral da Banca: (1 ponto para cada pitaco de vitorioso e 1 ponto para cada por pitaco de empate)
Paraná 1 x 4 Cruzeiro
Juventude 1 x 3 Goiás
Palmeiras 4 x 2 São Paulo
Botafogo 2 x 2 Flamengo
Figueirense 4 x 1 América-RN
Sport 3 x 2 Grêmio
Atlético-MG 4 x 2 Corinthians
Internacional 3 x 2 Fluminense
Santos 4 x 0 Atlético-PR
Vasco 4 x 0 Náutico

Vampeta e Roger são suspensos por simulação

O volante Vampeta, do Corinthians, recebeu a pena de um jogo de suspensão do STJD. O jogador simulou uma contusão ao ver que seria substituído no final da partida contra o Botafogo, vencida pelo Timão por 3x2. O time carioca denunciou a atitude do volante, que foi punido e não enfrenta o Atlético Mineiro hoje, pelo Campeonato Brasileiro.

O meia Roger, do Flamengo, sofreu a mesma punição. O atleta foi expulso no clássico contra o Fluminense e, com uma confusão gerada, atirou-se no chão, simulando ter sido agredido pelo zagueiro Luís Alberto, que não foi expulso. Roger recebeu dois jogos de suspensão e, como já cumpriu uma partida, fica de fora do clássico de hoje, coincidentemente, contra o Botafogo.

Kléber Leite, vice-presidente do Flamengo, insinuou que o Botafogo pode estar sendo privilegiado pelo STJD, já que os atletas do alvinegro carioca (Túlio e Luciano Almeida) denunciados uma semana antes, em jogo polêmico contra o São Paulo, ainda não foram julgados.

Vale lembrar que o STJD é o mesmo que puniu, mas depois absolveu o atacante Dodô, do Botafogo, por uso de substâncias ilegais em seu exame antidoping. A farmácia que manipula o produto ingerido pelo atacante foi responsabilizada pelo erro e o atleta, absolvido.

O uso das imagens de televisão para punição de jogadores voltaram à moda. A prática, que havia sido deixada de lado por um curto espaço de tempo, acaba com a graça e o encanto do futebol. Se o árbitro viu a atitude de Vampeta, por exemplo, e não achou necessário puní-lo, por que o tribunal deveria fazê-lo?

A coincidência envolvendo o Botafogo em ambos julgamentos pode justificar os fatos, já que a equipe carioca reclama insistentemente de erros de arbitragem contra o Fogão. Os erros contra o Botafogo são muito mais visíveis e puníveis, visto que a bandeirinha Ana Paula de Oliveira foi afastada por prejudicar o alvinegro na Copa do Brasil, mas a mesma punição não foi aplicada a Carlos Eugênio Simon, que não deu um pênalti escandaloso para o Atlético Mineiro na fase anterior do torneio, ajudando o Botafogo a chegar às semi-finais.

O futebol brasileiro está uma bagunça. Será preciso mudar muita coisa para que o país consiga ter um futebol de primeiro mundo. Essas mudanças devem passar por muitas esferas, como CBF, direção de clubes e técnicos, mas pode começar pela ineficiente justiça desportiva.

terça-feira, 28 de agosto de 2007

Fecha janela, fecha!

Nesta sexta-feira, dia 31 de agosto, encerra-se o período de transferência do futebol europeu. Por isso, os clubes brasileiros terão mais alguns dias para suportar o assédio europeu por seus melhores jogadores.

Muitos atletas já deixaram o país durante a famosa "janela de transferência" deste ano. Alguns outros ainda podem sair. Como é o caso do Santos, que perdeu os meias Zé Roberto e Cléber Santana e ainda corre risco de ficar sem o lateral Kléber (foto), desejado pelo Monaco (FRA) e o volante Maldonado, que interessa ao futebol italiano.

O Palmeiras, por sua vez, teme o interesse europeu pelo meia Valdívia, destaque da equipe alviverde. O jogador é desejado por muitos clubes, em especial pelo Valencia (ESP). O goleiro Diego Cavalieri é alvo de especulações de clubes italianos.

O líder São Paulo já perdeu importantes jogadores, como Ilsinho, Josué e Lenílson. Além deles, os zagueiros Alex Silva, para o Racing Santander (ESP), e Edcarlos, para o Benfica (POR), podem deixar o Tricolor do Morumbi. Até o Corinthians, muito mal no campeonato, sofre com o assédio estrangeiro. O craque Willian já saiu e o volante Rosinei pode ser o próximo, assim como o recém-chegado zagueiro Zelão.

O Internacional perdeu a jovem promessa Alexandre Pato para o Milan e viu o rival Grêmio sofrer um verdadeiro desmanche na equipe, vice-campeã da Libertadores. Saíram os jovens Lucas e Carlos Eduardo, além do lateral Lúcio.

Os times cariocas também torcem pelo fim da janela de negociações. O Botafogo perdeu o atacante André Lima. O Flamengo viu o melhor jogador de sua equipe, o meia Renato, ir para a Arábia. E ainda pode ficar sem o meia Renato Augusto, desejado por times italianos. O Fluminense perdeu Carlos Alberto, além do interesse no zagueiro Thiago Silva. O Vasco, por sua vez, negociou Abedi e André Dias.

A boa campanha do Cruzeiro também chamou atenção da Europa. Após a saída do atacante Araújo, o meia Wágner e os atacantes Guilherme e Alecsandro são desejados por times europeus. O Atletico-MG perdeu a base defensiva após a saída do goleiro Diego e do zagueiro Lima.

E os clubes de médio porte não ficaram de fora e também sofreram baixas neste período. O Goiás perdeu o atacante Welliton e ainda vê interesse em Vitor e Fabrício Carvalho. O Sport perdeu Fumagalli e Weldon, o Figueirense ficou sem o atacante Vitor Simões e o Paraná pode perder o artilheiro do Campeonato Brasileiro, já que Josiel pode transferir-se para o futebol russo.

Diante deste quadro irreversível, só resta aos clubes brasileiros torcer para o tempo passar rápido ou para as propostas serem altas, para que as negociações sejam bem-sucedidas. Aos torcedores, resta assistir a debandada dos craques e torcer, com um pouco de esperança, para que apareçam novos jogadores.

segunda-feira, 27 de agosto de 2007

Será que ele é? Mas e se for?

O São Paulo confirmou o favoritismo e venceu o Náutico por 5x0, ontem, no Morumbi. O placar elástico pode enganar, pois o Tricolor sofreu para marcar o primeiro gol, só conseguindo fazê-lo no segundo tempo, após expulsão do meia Acosta, do Timbú. Com um jogador a mais, o São Paulo se impôs e conseguiu a goleada.

O destaque negativo da partida ficou por parte da torcida são-paulina. Não pelo público presente, que superou os 40 mil pagantes, muito acima da média do Tricolor no ano. Mas pelo seu comportamento em relação a um jogar em especial: o volante Richarlyson.

Envolvido em uma polêmica sobre sua sexualidade, o jogador é alvo de piadas dos torcedores adversários, dos torcedores do São Paulo e até de jornalistas. A questão de uma possível homossexualidade supera a discussão sobre seu futebol.

Na partida de ontem, a torcida organizada do São Paulo não cantou o nome do jogador antes do jogo. Eu estava lá e presenciei. A torcida não-organizada, se assim podemos chamar, percebeu a atitude homofóbica e cantou o nome do jogador, que respondeu erguendo os braços, como agradecimento.

Em campo, o volante Richarlyson fez uma partida impecável. Foi, ao lado de Dagoberto, o melhor jogador no gramado, com desarmes precisos e muita ajuda na armação das jogadas, inclusive com ótimos lançamentos.

O bom futebol de Richarlyson contrasta com (mais uma) péssima atuação de Souza e de Leandro, sempre exautados pela torcida organizada. É difícil entender o critério para cair nas graças da facção, mas está mais que provado que ir comemorar os gols com ela e fazer um gesto típico na comemoração dos gols faz com que o jogador seja visto com "bons olhos".

Deixando de lado as opções de cada um, inclusive do volante Richarlyson, o importante deveria ser a conduta profissional e o desempenho do atleta dentro de campo. Mas isso é passado para um segundo plano quando comparado com a possível opção sexual de um jogador.

Está mais que na hora da torcida perceber quem defende, com unhas (feitas ou não) e dentes, a sua equipe. Deixar de apoiar aqueles que fazem média com a organizada e prestigiar aqueles que estão jogando o futebol esperado por todos. E Richarlyson está em grande fase. Sendo homossexual ou não!

Rapidinha...

Mau começo: O volante Josué, ex-São Paulo, fez sua estréia neste final de semana pelo Wolfsburg. E, ao contrário do ex-companheiro Mineiro, que havia estreado com gol, não foi bem. Josué foi expulso e prejudicou sua equipe, que sofreu o empate contra o Schalke 04.

Criciúma segue sem vencer e a briga esquenta

O Campeonato Brasileiro da Série B de 2007 nunca esteve tão acirrado. O líder Criciúma não ganha há quatro jogos, marcou só um ponto nos últimos 12 disputados e deu brecha para que os adversários encostassem. Mas se a 20ª rodada da Segundona não foi boa para o líder, também não foi legal para o resto do pelotão de elite.

Tudo começou na terça-feira, quando o Viria, até então 4º colocado, perdeu para o Avaí por 1 a 0 e manteve a escrita de não empatar no campeonato. Na sexta-feira, o Marília, que era o 3º colocado, perdeu em casa para o Brasiliense por 2 a 1. O time do Distrito Federal, que era o 6º, assumiu a posição da equipe do interior paulista. No sábado, foi o dia dos dois primeiros colocados ficarem com a derrota. O Coritiba perdeu por 3 a 2 do Paulista, em Jundiaí, e o Criciúma não conseguiu vencer o São Caetano, no ABC, e perdeu por 1 a 0.

A combinação de resultados foi ótima para a Portuguesa, que começou a rodada em 7º. O time mostrou força dentro de casa e venceu o Fortaleza, no finalzinho, por 1 a 0. O gol da vitória lusitana foi marcado pelo goleiro Tiago, de pênalti. Tiago, que falhou na semana passada ante o Criciúma, mostrou que não se abateu e, além do gol decisivo, fechou a meta da Lusa impedindo que os cearenses marcassem em pelo menos duas jogadas cara-a-cara. De acordo com o técnico Vágner Benazzi, se a equipe do Canindé vencer todos os jogos em casa, de certo, consegue a vaga para a Série A.

Agora, o campeonato tem o Criciúma, que segue em 1º, com 37 pontos. O Coritiba vem na cola com 35, o Brasiliense é o 3º com seus 33 pontos, o Marília tem 32 e é o 4º colocado. A Lusa, mais perto do que nunca do grupo de classificação, tem os mesmo 32 pontos do Marília, mas está em 5º.

Amanhã tem rodada completa da Série B. Siga os jogos:

19h30 - Ipatinga x Remo
19h30 - Grêmio Barueri x Santa Cruz
20h30 - Fortaleza x CRB
20h30 - Brasiliense x Avaí
20h30 - Vitória x São Caetano - Sportv 2 (SP)
20h30 - Ponte Preta x Paulista
20h30 - Santo André x Portuguesa - Sportv 2 (Rede)
20h30 - Ituano x Marília
21h45 - Criciúma x Ceará
21h45 - Coritiba x Gama

Brasileirão - 21ª Rodada

A 21ª rodada do Brasileirão teve a maior média de público do campeonato no ano. Acima de 20 mil, os mais de 50 mil no Maraca e 40 mil no Morumbi ajudaram a elevar a média.


Segue a análise da Banca:

Sábado:
14º (-2) Corinthians 0 x 3 Cruzeiro (=) 2º
O Corinthians segue sentindo a falta do Willian. Já o Cruzeiro, só melhorou depois da chegadaa de Alecsandro. O 3 a 0 ficou barato para o Timão, que poderia ter levado mais.
1º turno: Cruzeiro 0 x 3 Corinthians

13º (=) Fluminense 1 x 1 Grêmio (-1) 7º
Empate previsto, já que ambos os times não mantêm uma regularidade no campeonato. O Fluminense desperdiçou as chances criadas e o Grêmio perdeu pênalti. Empate justo.
1º turno: Grêmio 2 x 0 Fluminense

8º (+2) Internacional 1 x 0 Atlético-PR (-1) 17º
Com um gol de pênalti, que não existiu, o meia Alex definiu a vitória colorada. A arbirtagem foi muito contestada pelo elenco do Atlético, já que não houve pênalti no lance do gol, o time paranaense teve um jogar expulso em lance discutível e, principalmente, após um ataque mal anulado, onde o juíz deixou de dar vantagem e o atacante atleticano sairia na cara do gol. Apesar das reclamações, o placar foi justo.
1º turno: Atlético-PR 2 x 1 Internacional

Domingo:
1º (=) São Paulo 5 x 0 Náutico (-1) 18º
O São Paulo confirmou o favoritismo e venceu o Náutico por 5x0. O placar elástico pode enganar, pois o Tricolor sofreu para marcar o primeiro gol, só conseguindo fazê-lo no segundo tempo, após expulsão do meia Acosta, do Timbú. Com um jogador a mais, o São Paulo se impôs e conseguiu a goleada, com grande partida do atacante Dagoberto, voltando a jogar bem. Aloísio (foto) voltou a marcar, e o gol teve direito à embaixadinha.
1º turno: Náutico 1 x 0 São Paulo

15º (-1) Figueirense 1 x 2 Palmeiras (+1) 4º
Em seu aniversário de 93 anos, o Verdão bateu o Figueira e entrou para o G4. A partida foi bastante movimentada e os atacantes do time catarinense exigiram mais outra bela exibição do arqueiro palmeirense, Diego Cavalieri. Após o gol de Valdívia, o time paulista melhorou e poderia ter ampliado no fim do primeiro tempo e no começo do segundo, como quem não faz toma, Jean Carlos tratou de empatar para o Figueirense. Max, depois de grande jogada de Wendel, anotou o tento da vitória e deu aos paulistas a melhor campanha como visitante do campeonato.
1º turno: Palmeiras 2 x 1 Figueirense

10º (-1) Atlético-MG 1 x 2 Botafogo (+1) 3º
Depois de um bom primeiro tempo, o Galo mineiro sucumbiu ao Fogão, que reencontrou o caminho das vitórias. Sem seus dois principais atacantes, Dodô e André Lima, o Botafogo só melhorou com a entrada do craque-problema Zé Roberto na segunda etapa. Segunda derrota seguida em casa do Atlético jogando em casa e esperança para os torcedores da estrela solitária de volta da boa fase.
1º turno: Botafogo 2 x 1 Atlético-MG

12º (+3) Paraná 3 x 1 Juventude (=) 19º
O artilheiro paranista Josiel voltou a marcar e o time de Caxias do Sul não foi páreo para o Paraná. O clube paranaense estreiou Lori Sandri e o novo comandante chegou com pé quente, cabe agora ver se conseguirá retomar a regularidade. O pobre Juventude, pelo jeito que as coisas caminham, parece que vai mesmo disputar a série B ano que vem.
1º turno: Juventude 1 x 2 Paraná

11º (=) Sport 0 x 0 Vasco (-1) 5º
O Vasco não passou pelo Sport e saiu do G4, pois o Palmeiras venceu fora de casa e o subiu na tabela. Já o Sport fez por merecer o empate em casa e perdeu um pênalti com Carlinhos Bala
1º turno: Vasco 3 x 1 Sport

16º (+2) Flamengo 3 x 1 Goiás (-1) 9º
Sob o olhar atento dos 52 mil expectadores do Maracanã, o Flamengo impôs o ritmo e venceu a quarta partida em cinco jogos. Assim, saiu da zona de rebaixamento. O Goiás, que há algumas rodadas brigava pelas primeiras posições, já é o 9º.
1º turno: Goiás 1 x 3 Flamengo

20º (=) América-RN 1 x 4 Santos (+1) 6º
O Santos também cumpriu com sua obrigação e goleou o virtualmente rebaixado América-RN por 4x1, em Natal. O atacante Kléber Pereira fez dois gols e a torcida ainda comemorou o bom futebol apresentado pelo meia Petkovic, autor de um gol e com participação nos outros três tentos alvinegros.
1º turno: Santos 2 x 3 América-RN

Começa a corrida pelo Campeonato Espanhol

O Campeonato Espanhol 2007/2008 começou no último sábado e promete uma acalorada disputa pelo título. Os favoritos são Real Madrid, que busca o bicampeonato, o Barcelona e o Sevilla, atual bicampeão da Uefa, campeão da Copa do Rey e da Supercopa da Espanha.

A abertura do campeonato aconteceu no derby madrilenho. No estádio Santiago Bernabeu, o Real conseguiu uma difícil vitória, de virada, por 2 a 1 sobre o Atlético, gols de Raúl e Sneijder (foto) para o time da casa e Agüero para os visitantes.

O Sevilla também entrou em campo no sábado, não tomou conhecimento do Getafe e fez 4 a 1, gols de Navas, Luís Fabiano, Kanouté e Kerzhakov. Hernandez fez o gol de honra do Getafe.

No domingo, foi a vez do Barça estrear na competição. Todos aguardavam para ver o "Quarteto Fantástico", formado por Ronaldinho, Messi, Henry e Eto'o. Mas o técnico Frank Rijkaard frustrou as expectativas e deixou o francês no banco de reservas. Deco, um dos destaques do time nas últimas temporadas, também ficou entre os suplentes, dando lugar o recém contratado Yaya Touré. Com um futebol burocrático, o time catalão pouco criou e ficou no 0 a 0 com o Racing Santander.

As decepções da rodada ficaram por contra de Valência e La Coruña, que, em casa, perderam por 3 a 0. O Valência teve David Villa e Joaquín, seus dois melhores jogadores, expulsos. Aí ficou fácil para o Villareal, que atropelou em pleno estádio Mestalla. O revés do La Coruña foi o mais surpreendente. Jogando no estádio Riazor, em Coruña, e recém promovido da segunda divisão, o Almería não teve dificuldades para enfiar um chocolate nos anfitriões.

Drama em Sevilha


Durante a partida entre Sevilla e Getafe, o lateral-esquerdo espanhol Antonio Puerta, do time da casa, passou mal e desmaiou em campo. Ele teve uma parada cardiorrespiratória e foi encaminhado para a UTI do Hospital Vírgen del Rocío, onde se encontra em estado muito grave.

sábado, 25 de agosto de 2007

Carpegiani fora!

Paulo César Carpegiani não é mais o técnico do Corinthians. Ele pediu demissão do cargo após a derrota por 3 a 0 para o Cruzeiro, em pleno Pacaembu.

Em sua passagem pelo time do Parque São Jorge, Carpegiani (ou Cartejano, como Alberto Dualib prefere), acumulou 8 derrotas, 9 empates e apenas 6 vitórias em 23 jogos.
Quem assume a equipe interinamente é o técnico do Corinthians B, José Augusto, que já comandou o time este ano, logo após a saída de Emerson Leão.
Mais um técnico não resistiu à bomba Corinthians. E agora, quem deve ser o próximo a descascar esse abacaxi?

O retorno da Vecchia Signora

Depois de escândalos de manipulação de resultados, perda de título, rebaixamento e toda a vergonha que passou. A Juventus de Turim, subiu na raça, com certeza facilidade, e reestreiou hoje na Serie A do Calcio Italiano.

E o retorno da Vecchia Signora não poderia ter sido melhor. Com a goleada de 5 a 1 sobre o Livorno, com gols da dupla de ataque númerica, 3 de Trezeguet (foto) e 2 de Iaquinta, a Juve mostrou que veio para brigar pelo seu 28º título.

No outro jogo da rodada de abertura, a Lazio empatou em 2 a 2 com o Torino. As duas equipes devem ficar na faixa intermediária da tabela, mas precisam abrir o olho para não se verem brigando para seguirem vivas na Serie A ano que vem.

Amanhã, o Milan de Kaká, Ronaldo e Pato enfrenta a Genoa fora de casa e será um dos times que disputaram o título com a Juve. Outro time que chega para brigar pelo topo, é a atual "bi" campeã, um título foi herdado da Juve, Internazionale de Milão que enfrenta a Udinese no San Siro. A Inter manteve a base do ano passado e se conseguir repetir a mesma campanha da temporada anterior, dificilmente perde o caneco. Outro time que pode incomodar é a Roma, agora com Doni, Cicinho, Juan, Mancini e Taddei, que enfrenta o sempre duro Palermo, fora de casa. O time da capital começa animado com o título da Supercopa Italiana em cima da Inter.

Agora sem Luca Toni, que foi para o Bayern de Munich, a Fiorentina começa sua empreitada contra o Empoli em Florença. Quem também voltou para primeira divisão é o Napoli, que tem como primeiro rival o fraco Caglari. O Parma, que não é mais o mesmo faz um tempinho, enfrenta o Catania, candidato ao rebaixamento. Em Reggina, a dona da casa enfrenta a Atalanta. Fechando a rodada, o Siena enfrenta a Sampdória.

Para você, quem leva a taça do Calcio? Quem pode surpreender?

sexta-feira, 24 de agosto de 2007

Rei se empolga com jogo e desafia Maradona

O Rei Pelé está empolgado com a festa que o Boca Juniors planeja fazer para juntar os dois maiores nomes da história do futebol.

Conforme dissemos no começo da semana, o time argentino quer fazer dois amistosos, um em Buenos Aires e outro em São Paulo, contra o Santos.

Mas será que Pelé aguentaria apenas assistir a partida no camarote ao lado do Maradona? Ele garante que quer participar e lança um desafio ao rival. "Olha, eu estou bem fisicamente. Tem que ver como ele está", brinca.

As lendas do futebol ficaram anos sem se falar, mas fizeram as pazes em 2005, no programa de Maradona (foto) na televisão argentina.

Se depender do Boca e do Pelé, o jogo vai acontecer. Só falta o Santos aceitar.

Ninguém quer o meia Riquelme. Você quer?

O craque argentino Juan Riquelme ainda está sem clube. Com seu passe ligado ao Villareal, da Espanha, o jogador aguarda por propostas para deixar a equipe espanhola, já que não será aproveitado pelo técnico Manuel Pellegrini.

O Boca Juniors, único clube onde Riquelme realmente conseguiu jogar um bom futebol, parece ser novamente o destino do meia. Em declarações à imprensa argentina, o craque disse que jogaria por 3 anos no clube e receberia apenas durante 2 anos. Ou seja, jogaria o terceiro ano de graça.

Mas tudo não passa de estratégia de Riquelme e de seu empresário, que querem o apoio da torcida na negociação e, assim, assinaríam o novo contrato, com o jogador ganhando cerca de dez vezes mais que o teto salarial argentino.

Essa é a última cartada de Riquelme, já que não há propostas por seu futebol. O Tottenham, clube mediano da Inglaterra, disse que não está interessado no argentino e que as notícias sobre sua contratação não passavam de especulações.

Não há dúvidas que Riquelme é um craque. Um craque do Boca Juniors. É impressionante como o meia não consegue desempenhar o bom futebol nas outras equipes por onde passou, como o Villareal e o Barcelona, ambos da Espanha, e a própria seleção argentina, onde é sempre muito cobrado, mas não brilha como no clube de La Bombonera.

O jogador, inclusive, já declarou mais de uma vez que não pretende mais atuar pela seleção da Argentina, pois diz que sua família (em especial a sua mãe) sofre demais com as críticas ao seu futebol abaixo da média com a camisa 10 dos hermanos.

No final das contas, Riquelme deverá fechar contrato novamente com o Boca Juniors e continuar brilhando por lá. E, apesar da possibilidade de fracasso, caso algum clube brasileiro investisse na contratação do meia, contaria com grande expectativa da torcida e da imprensa.

Não há como prevermos o futuro, mas aqui o meia também faria sucesso, já que não precisa ser nenhum craque para se destacar no futebol brasileiro atual, fadado à saídas precoces de grandes promessas e contratação de jogadores de sucesso, em final de carreira.

quinta-feira, 23 de agosto de 2007

Tudo pela Europa

No meio desta semana houve uma mini-rodada das Eliminatórias da Eurocopa, que será realizada ano que vem na Áustria e Suiça. Com apenas 6 jogos, o destaque foi o empate inesperado de 1 a 1 entre Armênia e Portugal, de Luis Felipe Scolari.

O resultado complicou um pouco a vida dos lusos, mas a seleção de Cristiano Ronaldo (foto), na terceira posição do grupo A, ainda tem 1 jogo a menos que Polônia e Finlândia, primeiro e segundo respectivamente. No entanto, não pode mais alcançar os poloneses que têm 4 pontos de vantagem (19 contra 15), próximos adversários na competição. Os finlandeses também jogaram nessa quarta e bateram o Cazaquistão em casa por 2 a 1, ultrapassando os portugues por 2 pontos na classificação. No outro jogo do grupo a lgica ganhou da Sérvia por 3 a 2.

Outra seleção que se deu bem na rodada foi a Irlanda do Norte, que bateu o fraco selecionado de Liechtenstein por 3 a 1. Com o resultado, os norte-irlandeses passaram a Espanha na classificação do grupo F e figuram na segunda posição, com o mesmo tanto de jogos dos espanhóis mais com 1 ponto a mais (16 contra 15). Na liderança do grupo está a Suécia com 18 pontos em 7 jogos.

Completaram a rodada os cláááássicos: Estônia 2 x 1 Andorra e San Marino 0 x 1 Chipre. A próxima rodada, que terá um milhão de jogos e vai definir o futuro de muita gente, acontece dia 8 de Setembro e tem como destaque o clássico Itália e França, reeditando a final da Copa do Mundo. Lembrando que apenas os dois primeiros colocados dos sete grupos se classificam para fase final, junto de Áustria e Suiça, anfitriãs da competição.

Inspetores da Fifa já estão no Brasil

Dez inspetores da Fifa chegaram hoje ao Rio de Janeiro, onde iniciam uma turnê pelo país para conhecer os projetos das cidades candidatas a receber os jogos da Copa do Mundo de 2014.

A partir de amanhã, eles receberão os representantes de 13 das 18 cidades interessadas em sediar as partidas do Mundial. Como em um concurso, os homens fortes de cada estado terão uma hora para convencerem a Fifa de que sua cidade tem condições de organizar o evento.

No domingo, os dez avaliadores vão acompanhar a partida entre Flamengo e Goiás, no estádio do Maracanã e, a partir de segunda-feira, viajam para Belo Horizonte, São Paulo, Porto Alegre e Brasília.

A Fifa deve anunciar o Brasil como sede da Copa de 2014 no próximo dia 30 de outubro e terá até junho do ano que vem para escolher de 10 a 12 cidades para receber as partidas.

As 18 Cidades Candidatas

Rio de Janeiro
São Paulo
Porto Alegre
Belo Horizonte
Brasília
Fortaleza
Maceió
Natal
Salvador
Recife/Olinda
Florianópolis
Curitiba
Cuiabá
Goiânia
Campo Grande
Belém
Rio Branco
Manaus

Sem Willian, desespero corintiano pode voltar

O Corinthians foi derrotado por 3x1 pelo Botafogo, ontem, no Maracanã, em partida válida pela Copa Sul-Americana. Os gols da equipe carioca foram feitos por Reinaldo, em sua reestréia, Lúcio Flávio e André Lima, em sua despedida, já que está de malas prontas para atuar no Hertha Berlim, da Alemanha. O Timão diminuiu com o garoto Dentinho, deixando uma ponta de esperança para o jogo de volta.

Com um Botafogo empolgado e querendo recuperar a boa fase, o Corinthians pouco, ou nada, pôde fazer para evitar a derrota. Era evidente a falta do camisa 10 da equipe durante toda a temporada, o meia Willian, negociado com o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia.

Apesar de ter apenas 18 anos, o meia era o responsável pela criação das jogadas do Corinthians neste Brasileiro. No período que esteve fora, na Seleção Brasileira Sub-20, viu o time entrar na zona de rebaixamento e só sair da incômoda posição após o seu retorno.

O meia, aos poucos, se soltou e passou de promessa à realidade no Timão. Mas em um time repleto de dívidas e com uma enorme confusão interna, não conseguiu ficar muito tempo. Foi vendido por US$ 19 milhões e deixou o Corinthians carente de meias.

E quando digo carente, não quero dizer que não tem nenhum outro jogador com a qualidade técnica de Willian, que é um jogador rápido, driblador, com visão de jogo e toque de bola refinado. Percebe-se, de longe, que trata-se de um grande jogador, a ser trabalhado para tornar-se um craque.

Mas quando falo que o Corinthians ficou carente após a sua saída, é porque o time não conta com outros meias. No elenco corintiano, Rosinei é quem mais se aproxima da posição de meia, apesar de sempre ter jogado mais recuado. Até o lateral Gustavo Nery tem desempenhado a função de meia, sem sucesso, apesar dos dois gols marcados em seu retorno.

No começo da semana, o Timão acertou a contratação do desconhecido meia Aílton, que estava no México. Com 30 anos de idade, o jogador não passou por nenhum time profissional brasileiro e não se destacou na equipe mexicana do Pumas. É uma aposta, desesperada, de encontrar um novo meia.

Fato é que, sem Willian, o Corinthians volta a ter o time fraco e sem criação, no mesmo nível de Náuticos, Juventudes e Américas. Por isso, o mau futebol pode tornar-se desespero e trazer à tona o grande mal do Corinthians nos últimos anos: o fantasma do rebaixamento.


Em tempo...

O Cruzeiro venceu o Goiás, ontem, por 1x0, mas está fora da Copa Sul-Americana. O time mineiro havia perdido o primeiro jogo por 2x0 no Serra Dourada, na semana passada. Hoje, jogam São Paulo e Figueirense, definindo que enfrentará o Boca Juniors na próxima fase.

quarta-feira, 22 de agosto de 2007

Amistosos pelo mundo

Hoje é data Fifa, e algumas seleções realizaram amistosos pelo mundo. Uma delas foi a seleção canarinho, o Brasil jogou em Montpelier (!) contra a esforçada-mas-fraca Argélia. Depois de um primeiro tempo apagado, a seleção acordou na etapa complementar com a entrada dos "reservas" Kaká e Ronaldinho e marcou 2 tentos no selecionado africano, um do Maicon após cobrança de escanteio de Ronaldinho, e outro do próprio meia do Barcelona, após rebote do goleiro de chute do Diego.

A teima do Dunga teve de ceder, porque empatar com
Argélia seria bem desagradável. Bom, eu confesso que não perco mais meu tempo torcendo para a seleção brasileira, pois o time não mais representa a nação de apaixonados que moram em terra brasilis, e sim um bando de empresários e clubes interesseiros, tudo com o aval do Sr. Teixeira, enraízado no comando da CBF.

Nossos hermanos também jogaram hoje, em Oslo, enfrentaram a Noruega, e perderam por 2 a 1, com 2 gols de Carew (foto) e Maxi Rodrigues descontando para os sul-americanos. Foi o primeiro jogo da Argentina depois da sofrida (para eles) final da Copa América.

O clássico da rodada foi realizado no novo estádio de Wembley, em Londres. Inglaterra e Alemanha jogaram desfalcadas. Do lado inglês, o técnico Steve McClaren
não pode contar com Gerrard, Hargreaves e Campbell. Já do lado alemão a situação era ainda mais complicada, Joachim Low, substituto de Klinsmann após a Copa do Mundo, não pôde contar com seus principais meias, Ballack, Schweinsteiger e Frings, contundidos. No ataque, Klose e Podolski também não jogaram. No final, deu Alemanha de virada, 2 a 1. Gols de Pander, que estreiava pela seleção, e Kuranyi pelos germânicos e Lampard para os britânicos.

Outro jogo em destaque foi o da atual campeão do mundo, Itália, que viajou até a Hungria para enfrentar os donos da casa. O jogo foi uma preparação para o confronto dos italianos com a França pelas Eliminatórias da Eurocopa. E os ragazzos se deram mal. Di Natale até abriu o placar para os visitantes, mas Juhasz, Gera e Feczesin trataram de selar a vitória para os anfitriões, 3 a 1 em Budapeste.

Outros resultados de amistosos pelo mundo:
Japão 2 x 0 Camarões
Bulgária 0 x 1 País de Gales
Rússia 2 x 2 Polônia
Ucrânia 2 x 1 Uzbequistão
Letônia 1 x 2 Moldova
Belarus 2 x 1 Israel
C. do Marfim 0 x 0 Egito
Tunísia 1 x 1 Guiné
Dinamarca 0 x 4 Irlanda
Luxemburgo 0 x 0 Geórgia
Romênia 2 x 0 Turquia
Suíça 2 x 1 Holanda
Islândia 1 x 1 Canadá
Áustria 1 x 1 Rep. Tcheca
Bósnia-Herzegóvina 3 x 5 Croácia
Grécia 2 x 3 Espanha
Montenegro 1 x 1 Eslovênia
Suécia 1 x 0 Estados Unidos
Albânia 3 x 0 Malta
Escócia 1 x 0 África do Sul
Eslováquia 0 x 1 França
Macedônia 0 x 0 Nigéria
Lituânia 2 x 1 Turcomenistão

Chelsea contrata lateral Belletti

O Chelsea, da Inglaterra, cansou de esperar a boa vontade do Sevilla em ceder o lateral Daniel Alves e acertou a contratação do pentacampeão Belletti (foto), do Barcelona.

A negociação gira em torno de 5,5 milhões de Euro (cerca de R$ 15 milhões) e o brasileiro de 31 anos vai assinar um contrato de dois anos com o time londrino, que é comandado pelo português José Mourinho.

Belletti, que foi autor do gol que deu o título da Copa dos Campeões da Uefa para o Barça, em 2006, não vinha sendo aproveitado pelo técnico Frank Rijkaard desde a chegada do italiano Zambrotta.

Agora, ele fará companhia ao zagueiro Alex (ex-Santos e PSV), também recém-chegado ao time do milionário russo Roman Abramovic.

A era do olhar eletrônico

Há muito que o romantismo do futebol não existe mais. A exigência da força física acabou, de certa forma, com o futebol-arte que era praticado quando conquistamos nossos três primeiros títulos mundiais. Agora, outro motivo preocupa aqueles que prezam pelo futebol moleque do brasileiro: o olhar eletrônico.

A malandragem e a catimba estão com seus dias contados, pois o poderosíssimo STJD está de olho em tudo. No Brasileirão já vimos uma série de demonstrações de como esse orgão pode atrapalhar. O primeiro caso de repercussão foi a entrada criminosa do Edmundo, do Palmeiras, no Miranda, do São Paulo. O juizão, senhor Sálvio Espíndola, deu falta... e só. Mas os engravatados decidiram que foi pouco e deram dois jogos de gancho para o Animal.

Como eu já disse, a solada foi feia, mas se o árbitro nem cartão deu, então o segue o jogo!

Depois o veio o episódio da censura aos técnicos. Muricy Ramalho, também do São Paulo, falou (mal) da absolvição do Dodô no caso de doping e foi a julgamento. Joel Santana, do Flamengo, furioso com o olé, que estava tomando do Santos, mandou o time "dar porrada". Onde já se viu mandar bater? Como se isso nunca tenha existido no futebol. Não deu outra. Denunciado e julgamento. Renato Gaúcho, revoltado com os erros da arbitragem contra o seu Fluminense, foi enfático: "O Fluminense está sendo roubado!!!". Que absurdo!!! Julgamento nele.

E, nos últimos dias, mais dois casos. O Corinthians vencia o Botafogo por 3 a 2, na semana passada e Vampeta, ao ver que seria substituído, se atirou no gramado para fazer cera e ser retirado de maca. Esse lance é visto há anos nos gramados pelo mundo e ninguém reclama, afinal, o juiz pode acrescentar o tempo perdido. Mas os promotores almofadinhas, que nunca jogaram bola na vida, acham errado e agora querem punir o volante do Timão.

Fato parecido aconteceu com o meia Roger, no Fla-Flu de quinta passada. O Meia do Flamengo foi expulso e, na ânsia de querer levar alguém junto com ele, simulou uma cotovelada do zagueiro rival, Luiz Alberto. Não conseguiu e agora ainda corre o risco de ser suspenso pela simulação.

Até onde as câmeras podem influenciar no futebol? Será que o futebol vai perder a essência das discussões e nunca mais poderemos ver as molecagens e catimbas que até mesmo Pelé, o Rei do Futebol, cansou de fazer?

São Paulo ? Criciúma ? Não ! O melhor do Brasil é o Bahia

O São Paulo lidera a série A do Brasileiro, o Criciúma tem tudo para faturar a série B e subir para a elite do futebol, mas o melhor do país neste campeonato está na série C. Em nove partidas disputadas até agora, o Bahia venceu oito e empatou uma, campanha quase perfeita. São 25 pontos ganhos de 27 disputados.

O aproveitamento da equipe é de 92,5%, deixando para trás o São Paulo com 68,3% e Criciúma com 64,9%. E não pára por ai. O Bahia está em primeiro lugar do Brasil também quando se trata de torcida.
Nas arquibancadas, os torcedores tricolores baianos tem a maior média de público do país. São 30 943 pagantes por jogo, contra 25 810 do Sport na série A e 25 763 do Santa Cruz na série B.
Independente da série e do time, torcemos pelo esporte e que o futebol brasileiro cresça cada vez mais. Que as torcidas lotem sempre os estádios, mas torçam sem violência. Enquanto nós torcemos também para que nossos craques não saiam tão cedo para o tentandor futebol europeu.

Afinal, para que serve a Copa Sul-Americana?

O Corinthians estréia hoje, diante do Botafogo, na Copa Sul-Americana. A partida será realizada no Maracanã, às 21h45. O São Paulo, por sua vez, receberá o Figueirense amanhã, no segundo jogo do mata-mata internacional. Além dessas partidas, Goiás, Cruzeiro, Vasco e Atlético-PR são os outros brasileiros no torneio.

Mas, afinal, para que vale a Copa Sul-Americana? O campeonato, em formato de mata-mata, ideal para muitas emoções e decisões eletrizantes, não agradou os clubes e torcedores brasileiros.

A vaga no torneio continental já se tornou uma espécie de prêmio de consolação para equipes com rendimento médio no Campeonato Brasileiro. No ano seguinte, as mesmas equipes que "comemoraram" a classificação, reclamam do calendário cheio e colocam times reservas para a disputa da competição, sendo eliminados logo nas primeiras fases.

Realizado desde 2003, o torneio nunca teve uma equipe brasileira como campeã. Mas a Copa Sul-Americana serve, sim, para um maior contato e adapatação ao futebol praticado em competições continentais. O Internacional, por exemplo, foi eliminado pelo Boca Juniors, que era comandado por Carlitos Tevez (foto) na época, em 2005, mas ganhou a experiência ideal para tornar-se campeão da Copa Libertadores do ano seguinte.

Fórmulas para deixar a Sul-Americana mais atraente não faltam. A sugestão mais comentada é o campeão ter direito a uma vaga no Mundial da Fifa. Mas seria injusto, já que seria um caminho muito mais fácil do que a conquista da Libertadores.

Outra alternativa, essa muito mais viável e justa, é uma vaga para a própria Copa Libertadores do ano seguinte. Desta forma, a competição seria atraente e deixaria ser apenas um prêmio de consolação e mais uma maneira de fazer o torcedor conformar-se com as campanhas medianas de seus clubes no Brasileirão.

terça-feira, 21 de agosto de 2007

Pelé e Maradona juntos?

Juntar Pelé e Maradona para um Santos versus Boca Juniors parece um sonho, não é? Não, se depender dos dirigentes do clube argentino. Eles querem juntar os eternos craques para dois amistosos entre os clubes, um em São Paulo e outro em Buenos Aires.

O Rei do Futebol e Dios (como os argentinos o chamam) ficariam lado a lado como convidados de honra em uma espécie de tira-teima entre os times, já que o Santos venceu o confronto na final da Libertadores de 63 e o Boca ficou com a taça em 2003.

Os dirigentes do Santos se disseram lisonjeados com a idéia, mas acham praticamente impossível executá-la, devido a falta de datas no calendário.

Já pensou em ver os dois maiores gênios da bola juntos em um jogo? Mesmo que seja só para dar o toque inicial, essa data ficaria marcada para sempre na história do futebol.

Parem o Brasileirão! Vamos marcar esse confronto!

Ney Franco chega sonhando alto

O Atlético Paranaense demitiu o técnico Antonio Lopes e contratou o mineiro Ney Franco (foto), que surgiu bem no Ipatinga, em 2006, e levou o Flamengo à Libertadores e ao título carioca deste ano.

Ney Franco chegou a Arena da Baixada com a dura missão de tirar o Furacão da incômoda 16ª posição, apenas três pontos a frente da zona de rebaixamento. Mas quem pensa que essa é a maior preocupação do treinador está muito enganado.

Mal se apresentou e já falou grosso. "O time está em uma situação delicada, então temos que buscar metas à curto prazo para sair dessa situação incômoda na tabela. Primeiro, vamos deixar o Atlético-PR longe dessa situação desconfortável e depois vamos brigar por uma vaga na Libertadores", enfatizou.
É mole ou quer mais? O time está com a água batendo no umbigo e já pensa em Libertadores!
O Ney é um bom técnico e foi boicotado pelo Flamengo no Campeonato Brasileiro, que reforçou o time só depois que ele saiu. Mas é preciso calma. Nada de colocar o carro na frente dos bois. Libertadores ainda é muito para o Furacão.