quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

'Deslumbrou' ou o 'bom moço' nunca existiu?

Cof...cof...cof... Primeiro, deixa eu tirar a poeira disso aqui. Faz tempo que ninguém publica nada na gloriosa Banca do Futebol.

Faxina feita, vamos aos fatos.

Há um certo tempo já venho pensando nesse assunto, mas faltava acontecer alguma coisa para eu me pronunciar. Pois não falta mais nada.

Robinho, aquele menino genial e cheio de personalidade, que surgiu no Santos campeão brasileiro de 2002, é tido por muitos como craque, ídolo, exemplo para a molecada.

Meu pai dizia tempos atrás que o Robinho é aquele "negrinho" que você olha e logo vê a cara de bonzinho, de bom moço. Mas até o velho deixou essa opinião de lado de uns tempos pra cá. Robinho mudou, "deslumbrou" e tornou-se um sujeito antipático, mascarado. Mas será que mudou mesmo ou ele nunca foi esse cara legal?

Robinho vem de família humilde, da periferia de São Vicente, no litoral paulista. Cresceu ao lado de algumas pessoas que escolheram o jeito mais fácil de enriquecer, o crime. Robinho aproveitou o talento que recebeu e foi jogar futebol para juntar os seus trocados.

No entanto, em 2005, o primeiro escândalo. Ainda jogador do Santos, foi investigado por suspeitas de envolvimento com o traficante Naldinho. Ele confessou que conhecia o traficante, mas nada que pudesse incriminá-lo ficou provado.

Em alta no Santos e na Seleção, forçou a saída do time da Vila Belmiro para ir ao Real Madrid, em uma transferência astronômica. Conseguiu o que queria, mas, ao chegar lá, não conseguiu brilhar. Virou presença constante nas baladas da capital espanhola e não conseguiu sequer manter a titularidade.

Mesmo assim, Robinho só ganhava mais e mais prestígio na seleção brasileira. Virou o homem de confiança de Dunga e colocou de vez na cabeça que era craque e merecia ser tratado como tal.

Sem espaço no Real Madrid, fez de tudo para conseguir uma transferência para o Chelsea, que acabara de contratar Felipão. Se recusou a jogar e, praticamente obrigou os merengues a negociá-lo. Mas o tiro saiu pela culatra e, no último dia de inscrições na Europa, os espanhóis o venderam para o modesto Manchester City.

Chegou com status de ídolo, craque, gênio e, certamente, seria promessa de muitos gols. Mentira. Robinho até que fez os seus golzinhos, mas o City jamias conseguiu chegar perto dos líderes, muito pelo contrário, vive ameaçado pela zona do rebaixamento.

Na semana passada, a estranha fuga da concentração acendeu um sinal de alerta no novo clube. No Brasil, a história é que ele viria apenas para passar o aniversário de 25 anos, mas não era verdade.

Robinho saiu fugido de Tenerife, onde a equipe estava treinando, logo que soube que uma moça de 18 anos o estava acusando de estupro em uma boate em Leeds. Sabendo que seria convocado a depor, correu para o Brasil. Ao voltar para a Inglaterra o inevitável aconteceu e mais um escândalo caiu na boca do povo.

A grande questão é: o que faz de um jogador de futebol bem sucedido e com um enorme carisma se afundar em denúncias e complicações extra-campo? Por que essas coisas não acontecem com os argentinos, nossos vizinhos, que são respeitados em toda Europa pelo profissionalismo que tocam suas carreiras?

E você, o que pensa sobre Robinho? É mais um que vai se afundar e se acabar em seu próprio ego?

4 comentários:

João de Andrade Neto disse...

Robinho? Tá aí uma interrogação na minha cabeça. Muitas vezes o considero craque, por sua habilidade fora do comum (isso não podemos discutir). Em outras, acho que falta muito para chegar ao nível de outros jogadores, como Kaká e Messi.

A imagem de bonzinho ele passa, sim. Mas acho que não é flor que se cheire, como diria o filósofo. O que me deixou com uma pulga atrás da orelha foi uma festa, após um jogo da Seleção, em que ele e mais alguns jogadores ficaram até às 11h da manhã seguinte. Só entravam mulheres e camisinhas.

Então, não sei. Quanto ao caso a que ele é acusado, nem me meto. A polícia que descubra se ele está ou não envolvido!

Bruno Diniz disse...

Esse caso das camisinhas eu ia colocar no texto também, mas é só mais uma passagem bizonha do Robinho.

Pediu 250 camisinhas pro segurança. Não deu outra. Ficou conhecido na Espanha como o "Rei das camisinhas".

Pra mim, o Robinho já era. Enquanto achar q é o craque, o sensacional, o acima de qualquer coisa, não merece o respeito de ninguém.

Obede Jr. disse...

Ahh.. eu tinha feito moh comentário gigante!
bom, o robinho não foi e não é bom moço, mas ele faz essas cagadas simplesmente por ser despreparado a lider com dinheiro e fama! aí dá nisso.. fica se achando a última bolacha Negresco (a comparação não é de cunho racista, é que Negresco é a melhor bolacha haha) do pacote..
não dou 3 anos pra ele voltar pro Brasil!

alerts disse...

rabbit6542
rock6523
new8754
tin3458
tool325