terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Soy loco por ti, América!


Começa nesta terça a fase de grupos da 50.a edição da Copa Libertadores 2009. Neste ano, a disputa sinaliza ser intensa, com os clubes focalizando cada vez mais a conquista do maior título continental.

Pros lados brasileiros, vale ressaltar que temos detentores de 8 dos 13 títulos patrícios em campo, e os 4 clubes com mais participações (já contando 2009), Palmeiras (14), São Paulo (14), Grêmio (12), Cruzeiro (11), mais o estreante Sport Recife.

A Banca do Futebol vai tentar prever pra se enganar, mas faz parte do ofício jornalístico. Para não sermos apenas chutões, vamos checar a situação atual de cada clube, pois diz sr. Bruno Diniz, e eu discordo veementemente, tradição não ganha nada. Na Libertadores conta, e bastante!

Grupo 1: El grupo de la muerte?


PALMEIRAS (BRA) - (Paulista: 1.o lugar, 15p, 5v, 0e, 0d, 14gp e 3gc)
LDU QUITO (EQU) - (Apertura: 8.o lugar, 1p, 0v, 1e, 1d, 2gp e 3gc)
COLO-COLO (CHI) - (Apertura: 3.o lugar, 4p, 1v, 1e, 0d, 5gp e 2gc)
SPORT (BRA) - (Pernambucano: 1.o lugar, 25p, 8v, 1e, 0d, 21gp e 3gc)

O grupo com o maior número de campeões, com a atual campeã, LDU, é considerado por muitos o grupo da morte. Será mesmo? É fato que a equipe equatoriana não é mais a mesma, perdeu muitos jogadores, inclusive o técnico campeão no torneio passado, mas é sempre forte jogando em Quito. O Colo-Colo é um time costumeiramente chato, mas que entrega nas horas decisivas. Sport e Palmeiras pintam como os favoritos à classificação.

João: considerado o "Grupo da Morte", traz quatro times com potencial para se classificarem. Os tradicionais Palmeiras e Colo-Colo disputarão com a LDU, atual campeã, e o Sport Recife, o menos badalado do grupo, mas que conta com um time forte. O Palmeiras, com um ótimo começo de temporada, deve confirmar o favoritismo e ficar com a primeira vaga. O Colo-Colo leva vantagem na briga pela segunda vaga, já que a LDU viu a qualidade de seu futebol cair desde o título continental no último ano.

Bruno: Palmeiras e Sport.


Grupo 2: Boca e mais um...

BOCA JRS (ARG) - (Clausura: 5.o lugar, 3p, 1v, 0e, 0d, 2gp e 1gc)
GUARANÍ (PAR) - (Clausura 2008: 2.o lugar, 43p, 12v, 7e, 3d, 36gp e 17gc)
DEP. TÁCHIRA (VEN) - (Clausura: 11.o lugar, 5p, 1v, 2e, 1d, 3gp e 3gc)
DEP. CUENCA (EQU) - (Apertura: 11.o lugar, 0p, 0v, 0e, 1d, 0gp e 1gc)

Com 6 títulos e atual campeão argentino, o bicho papão Boca Jrs. desponta como franco favorito a líder do grupo. Provavelmente será o time com melhor pontuação na primeira fase, que lhe dará vantagens no mata-mata. A segunda vaga será uma briga por baixo, com certa vantagem para a equipe paraguaia, atual vice-campeã nacional.

João: apesar de sempre se complicar na fase de grupos, o Boca Juniors neste ano não tem nem como dificultar sua classificação. Concorrendo com Deportivo Táchira, Deportivo Cuenca e Guaraní, será o primeiro do grupo mesmo jogando com o time reserva. A briga pela segunda vaga deve ser dura, com os três times com chances parecidas. Mas pela qualidade do futebol de seu país, o paraguaio Guaraní leva ligeira vantagem!

Bruno: Boca e Dep. Táchira.


Grupo 3: River e os Nacionais...

RIVER PLATE (ARG) - (Clausura: 7.o lugar, 1p, 0v, 1e, 0d, 2gp e 2gc)
NACIONAL (PAR) - (Clausura 2008: 5.o lugar, 32p, 8v, 8e, 6d, 23gp e 22gc)
NACIONAL (URU) - (Apertura: 2.o lugar, 32p, 10v, 2e, 3d, 23gp e 13gc)
SAN MARTÍN (PER) - (Clausura 2008: 1.o lugar, 51p, 15v, 6e, 5d, 41gp e 20gc)

O River Plate tem tradição, mas se formos analisar os últimos resultados, a equipe argentina periga, grandemente, ficar de fora do mata-mata. Último lugar no Apertura 2008, o River começou a temporada perdendo dois jogos amistosos contra o Boca e com um empate no Clausura. O Nacional uruguaio já conquistou a Libertadores em 3 oportunidades e disputa no próximo dia 15 o título do Apertura com o Danubio. Já o xará paraguaio impressionou na fase pré-classificatória, ao vencer o El Nacional (EQU) fora de casa por 5 a 0. O San Martín chega como campeão nacional, mas pode sofrer com a falta de experiência.

João: dois clubes tradicionais em busca de reviver suas glórias. River Plate e Nacional (URU) são favoritos no grupo, mas o retrospecto recente não os ajuda e pode motivar Universidad San Martín e Nacional (PAR). O River, apesar do péssimo fim de ano em 2008, deve ficar em primeiro. O Nacional (URU), pela força da camisa, é o favorito pela segunda vaga, devendo apenas preocupar-se com o seu xará paraguaio, que venceu bem na Pré-Libertadores.

Bruno: Nacional (URU) e River Plate.


Grupo 4: Passeio Tricolor?

SÃO PAULO (BRA) - (Paulista: 3.o lugar, 13p, 4v, 1e, 1d, 9gp e 5gc)
AMÉRICA DE CALI (COL) - (Clausura: 4.o lugar, 29p, 8v, 5e, 5d, 25gp e 17gc)
DEFENSOR (URU) - (Apertura 2008: 3.o lugar, 30p, 9v, 3e, 3d, 23gp e 12gc)
IND. MEDELLÍN (COL) - (Clausura: 5.o lugar, 29p, 9v, 2e, 7d, 24gp e 19gc)

O hexacampeão brasileiro deve ser o líder do grupo, e de quebra conseguir uma boa pontuação para obter vantagens no mata-mata. As pedras no sapato do São Paulo podem ser os colombianos, principalmente o Independiente de Medellín, que eliminou com facilidade o tradicional Peñarol na fase pré-classificatória. O Defensor, que estréia hoje contra o América de Cali no Uruguai, vem melhorando suas colocações na Libertadores, eliminou o Flamengo em 2007 e caiu nos pênaltis para o Grêmio no mesmo ano, e pode almejar classificação se se impor em casa.

João: o Grupo 4 traz o São Paulo como favorito. Mas, com certeza, não será um grupo fácil para os paulistas. América de Cali, Independiente Medellín e Defensor Sporting devem dificultar a vida do São Paulo. Mesmo assim, os brasileiros dificilmente perdem a primeira posição do grupo. A segunda vaga deve ficar entre os dois colombianos, mas leve favoritismo ao tradicional America de Cali, mais acostumado ao clima da competição.

Bruno: São Paulo e Ind. Medellín.


Grupo 5: Altitude não deve ser problema

CRUZEIRO (BRA) - (Mineiro: 1.o lugar, 9p, 3v, 0e, 0d, 10gp e 3gc)
ESTUDIANTES (ARG) - (Clausura: 11.o lugar, 1p, 0v, 1e, 0d, 0gp e 0gc)
UNIV. SUCRE (BOL) - (Clausura 2008 - Grp B: 4.o lugar, 13p)
DEP. QUITO (EQU) - (Clausura 2008: 6.o lugar, 2p, 0v, 2e, 0d, 1gp e 1gc)

Sucre e Quito ficam a 2.800 metros do nível do mar e com certeza tem a altitude como principal força de seus times locais, o Universitário e o Deportivo. Cruzeiro e Estudiantes, bi e tri-campeões sul-americanos, respectivamente, não devem encontrar dificuldades se se prepararem para a falta de ar nas álturas bolivianas e equatorianas e vão brigar pela liderança, com vantagem para o Cruzeiro, que se reforçou bem e manteve jogadores como Ramirez e Wagner.

João: a rivalidade Brasil e Argentina deve definir primeiro e segundo colocados. O Cruzeiro tem o melhor time e deve, se nada correr mal, ser o primeiro da chave. O Estudiantes também deve ser classificar sem grandes problemas. Deportivo Quito e Universitario de Sucre tentarão complicar a vida dos favoritos, mas não devem ter êxito na tentativa.

Bruno: Cruzeiro e Estudiantes.


Grupo 6: Força Mexicana

CHIVAS (MEX) - (Clausura: 4.o lugar, 8p, 2v, 2e, 0d, 7gp e 5gc)
LANÚS (ARG) - (Clausura: 2.o lugar, 3p, 1v, 0e, 0d, 3gp e 1gc)
EVERTON (CHI) - (Apertura: 14.o lugar, 1p, 0v, 1e, 1d, 0gp e 1gc)
CARACAS (VEN) - (Torneo Clausura: 1.o lugar, 13p, 4v, 1e, 1d, 12gp e 6gc)

Aparentemente, este é o grupo em que os times mais se assemelham, com ligeiro acréscimo ao Chivas e queda ao Everton. Sempre forte e com imensa torcida, o Chivas deve fazer valer seu melhor futebol e favoritismo, mas não deve menosprezar o Lanús, equipes argentinas são sempre chatas, e o Caracas, vice-campeão do Apertura e líder do Clausura, que pode se empolgar jogando em casa. O Everton deve mesmo ser o coadjuvante do grupo.

João:
o favorito do Grupo é um time de fora da América do Sul: o mexicano Chivas. Caindo em um grupo fraco, deve ser o primeiro da chave. O Lanús é o favorito para a segunda vaga. Não tanto por mérito própri, mas pela fragilidade de Everton e Caracas, que devem apenas fazer figuração no grupo. Afinal, o Caracas não tem mais o bom time que se destacou em 2007.

Bruno: Lanús e Chivas.


Grupo 7: Estreantes não devem preocupar

GRÊMIO (BRA) - (Gaúcho: 6.o lugar, 7p, 2v, 1e, 2d, 13gp e 7gc)
U. DO CHILE (CHI) - (Clausura 2008: 1.o lugar, 38p, 12v, 2e, 4d, 39gp e 21gc)
AURORA (BOL) - (Clausura 2008: Campeão após bater o Blooming na final)
BOYACA CHICÓ (COL) - (Clausura: 14.o lugar, 20p, 6v, 2e, 10d, 17gp e 24gc)

O Aurora e o Boyaca Chicó estreiam na Libertadores e apesar do time boliviano ter conquistado a vaga sendo campeão do torneio nacional, vai se basear na altitude considerável de Cochabamba, 2500 m. O clube colombiano foi campeão do Apertura e caiu drásticamente de nível no Clausura. Grêmio irá brigar com La "U" pela liderança e deve ser o primeiro do grupo.

João: o Grêmio deve passear e levar a primeira posição com certa tranquilidade. Quem mais pode assustar é o Universidad de Chile, que também deve garantir a segunda vaga do grupo com facilidade. Boyacá Chicó e Aurora, sem tradição alguma na competição, devem se contentar apenas em estar entre os melhores times do continente. Mas não têm chances de avançar.

Bruno: Grêmio e La "U".


Grupo 8: A diferença de Almagro

SAN LORENZO (ARG) - (Clausura: 3.o lugar, 3p, 1v, 0e, 0d, 3gp e 1gc)
SAN LUÍS (MEX) - (Clausura: 6.o lugar, 7p, 2v, 1e, 1d, 5gp e 4gc)
LIBERTAD (PAR) - (Clausura 2008: 1.o lugar, 44p, 12v, 8e, 2d, 35gp e 17gc)
UNIVERSITARIO (PER) - (Clausura 2008: 10.o lugar, 34p, 8v, 10e, 8d, 31gp e 32gc)

Assim como o grupo 6, este grupo não possui campeões da Libertadores e está bastante equilibrado. Mas, assim como no grupo 6, diferenças favoritam o San Lorenzo e prejudicam o Universitario. O time de Almagro é muito forte em casa e disputou até os últimos jogos o título do Apertura. Deve ser o primeiro. San Luís e Libertad brigam pelo segundo lugar, com vantagem ao clube paraguaio, atual campeão nacional.

João: o San Lorenzo é a equipe mais tradicional e tem grandes chances de ficar com a primeira colocação. Deve enfrentar o Libertad, que vem ganhando força ano-a-ano no torneio, apesar de ter caído na primeira fase no último em 2008. De qualquer forma, os paraguaios devem ficar com a segunda vaga. Os mexicanos do San Luis devem brigar por essa segunda vaga, mas correm por fora. O Universitario não deve fazer grande papel no torneio.

Bruno: San Lorenzo e San Luís.

3 comentários:

João de Andrade Neto disse...

Que belo post, hein!

Ser jornalista esportivo (ou fingir ser um) é exercitar o poder da previsão! Faz parte chutar os possíveis vencedores, os favoritos, as decepções... queira o sr. Bruno Diniz ou não!

Como sempre, brasileiros e argentinos têm grande favoritismo e dificilmente perdem a edição deste ano da Libertadores.

Destaque para São Paulo, Palmeiras e Boca Juniors, além de Cruzeiro, Grêmio, San Lorenzo, Chivas e Nacional.

Mario disse...

Esse guia da Libertadores retrata nossos times de futebolistas deste brasil baronil e tambem todos os chicanos da améria espanhola.

mandou bem...sem trampo ajuda no tempo...hahaha

e é Palestra sábado!

Muricy Ramalho disse...

Jornalista é tudo invicto! Chutam ummonte de coisa e não perdem jogo nenhum!

Futebol é dentro de campo... é trabalho. Não tenho q ficar dando atenção pro que a imprensa pensa!