terça-feira, 25 de setembro de 2007

Argentina sedia Mundial Gay de Futebol

Começou domingo, na Argentina, a quarta edição do Mundial Gay de Futebol. O campeonato, que é organizado pela Internacional Gay and Lesbian Football Association (IGFLA), tem 28 equipes de dez países. O Brasil, terra de "gente macha"(!), não tem nenhum representante.

Disputam o título cinco equipes da Argentina (país-sede); nove dos Estados Unidos; quatro do Reino Unido; Austrália, Canadá e Chile têm dois representantes cada; e México, Irlanda, Islândia e Uruguai mandaram um time.

O presidente da Associacion Argentina de Futbol (AFA), Julio Grondona, disse que apoia a realização do evento e que vai ajudar cedendo árbitros e um estádio para a grande final. Ele ainda falou que se identifica com a luta dos gays contra o preconceito e que terá o prazer e assistir a decisão.

Na cerimônia de abertura, as 28 delegações fizeram um desfile com a bandeira do arco-íris, símbolo dos gays, com o nome de homossexuais mortos vítimas de Aids ou de violência. A primeira rodada teve seis jogos e três vitórias dos nossos "hermanitos" contra times americanos.

É um orgulho saber que a Argentina, ao seu "jeito", é o país do futebol!

2 comentários:

Obede Jr. disse...

Correm boatos que um certo jogador profissional brasileiro, da série A, reclamou a não participação do País na edição.. ele garantiu que daria o sangue, e muito mais, para representar o Brasil na competição!

Eu não vou falar quem é.. mas ele usa munhequeiras vermelhas durante as partidas e rebola na hora dos gols!

e nossos "hermanos" têm de ser bons em algo, né? mesmo que seja em viadagem esportiva ahah

Abraz!

Leandro disse...

Eu ja tinha visto isso! hahahaa

como o Obede comento, tem jogador e time aqui no brasil com inveja desse campeonato ser la hahahaha

faloww