quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Palermo faz dois e derruba invencibilidade do São Paulo

O São Paulo não suportou a pressão do Boca Juniors em La Bombonera e perdeu por 2x1, ontem, na partida de ida das oitavas-de-final da Copa Sul-Americana. Foi a primeira derrota tricolor em 16 jogos. O resultado, porém, não foi tão ruim, já que o São Paulo jogou mal e conseguiu seu gol aos 45 minutos do segundo tempo.

O destaque da partida foi o atacante Martin Palermo, autor dos dois gols argentinos, ambos de cabeça. O jogador, com certa limitação técnica, conta com grande poder de finalização e um posicionamento fantástico para marcar gols. Não à toa vai se tornar o maior artilheiro da história do Boca, faltando apenas 11 tentos para conseguir o feito.

Na partida, o São Paulo não repetiu o bom futebol do Brasileirão e foi dominado durante toda a partida. Os gols de Palermo premiaram um Boca melhor em campo, frente a um São Paulo sem poder ofensivo. E nem a defesa, ponto forte da equipe, foi tão bem quanto de costume, como na falha de Miranda no primeiro gol argentino. No segundo, Rogério poderia ao menos ter pulado, já que a cabeçada parecia defensável.

Outros dois jogadores tricolores, que andam sendo destaque no Brasileiro, atuaram muito mal. Coincidência ou não, Jorge Wágner e Richarlyson jogaram em posições alternadas e decepcionaram. Pela ala-esquerda, Richarlyson não acertou nenhuma jogada ofensiva, enquanto Jorge Wágner embolava o meio-de-campo e não armava jogadas.

No fim, o Tricolor "achou" um gol em um chutão, aproveitado por Borges. O gol deu chances do São Paulo reverter o resultado na partida de volta, que será realizada no Morumbi na próxima quarta-feira.


Outros jogos:

Os times brasileiros saíram em desvantagem nos jogos de ida contra os argentinos na Copa Sul-Americana. Com uma vitória (do Botafogo) e três derrotas (São Paulo, Vasco e Goiás), os times brasileiros terão dificuldades para reverter os placares nas partidas de volta, marcadas para a próxima semana.

Contando com o apoio da torcida no Engenhão, o Botafogo venceu o River Plate por 1x0, com um golaço de Joílson. Agora o time carioca leva vantagem à Argentina. Mas deve ter vida dura, já que o River joga muito melhor dentro de casa.

Em um campo sem condições para a prática do futebol, o Vasco perdeu por 2x0 para o Lanús, na Argentina. Sílvio Luís ainda defendeu um pênalti, mas não evitou a derrota. O resultado foi péssimo para as pretensões vascaínas, que tentarão virar o placar em São Januário.

O Goiás, por sua vez, continua caindo de rendimento. Foi derrotado em pleno Serra Dourada pelo Arsenal, por 3x2. Os dois gols goianos foram marcados em faltas cobradas pelo "faz-tudo" Paulo Baier.

3 comentários:

Obede Jr. disse...

Só uma coisa a dizer:

Chupa São Paulo! haha

Bruno Diniz disse...

Boca e São Paulo foi um belo jogo. O Boca começou me irritando, sem criatividade, mas depois me fez calar a boca (troc).

O Palermo é demais! O cara sofre pra dominar a bola, não consegue dar um passe certo, mas tem um faro de gol impressionante!

O São Paulo ainda tem chances, mas é muito complicado ganhar do Boca quando eles jogam fora de casa e ainda com a vantagem.

Minha aposta é que só passe o Vasco de time brasileiro. O Botafogo não vai aguentar o river lá e o Vascão deve vencer o Lanus aqui. O Goiás já era.

Leandro disse...

São paulo fico 6 meses sem perder ate encontra um time do mexico ...

agora tava 16 jogos sem perder e foi perde pra um time argentino...

qdo um brasileiro vai vence o sp?