segunda-feira, 10 de setembro de 2007

Ronaldinho comanda vitória da Seleção nos EUA

De volta ao time titular e com a camisa 10, Ronaldinho (foto) ditou o ritmo e, com duas assistências e um gol, foi o destaque da vitória do Brasil sobre os EUA por 4 a 2, ontem, na cidade de Chicago.

No entanto, foram os americanos que abriram o placar. Aos 20 minutos do primeiro tempo, Donovan cobrou o escanteio da esquerda e a bola passou por toda a defesa brasileira antes do zagueiro Bocanegra completar de cabeça para o fundo do gol do goleiro Doni: 1 a0 para os donos da casa.

A Seleção não se abateu e logo foi para cima dos EUA. Aos 32 minutos de jogo, Robinho roubou a bola no meio campo e tocou para Ronaldinho. O craque do Barcelona viu Kaká livre e deu um passe açucarado. Kaká chutou, Howard defendeu, mas a bola rebateu no zagueirão Onyewu e foi morrer nas redes ianques. Jogo empatado: 1 a 1.

Já no segundo tempo, logo aos 8 minutos, o Brasil virou o placar. Ronaldinho cobrou escanteio da esquerda e Lúcio, no segundo pau, cabeceou violentamente para desespero do goleiro Howard: 2 a 1 para o Brasil.

O segundo gol fez os brasileiros diminuírem o ritmo. Isso facilitou para que a equipe norte-americana chegasse ao empate. Aos 27 minutos, Beasley chegou em velocidade pela ponta direita e cruzou para Dempsey, sozinho, bater cruzado e igualar o placar: 2 a 2.

Não deu nem tempo dos gringos comemorarem. Aos 30 minutos, Daniel Alves sofreu falta na entrada da área. Ronaldinho ajeitou a bola, deu os seus três passos característicos e bateu no canto do goleiro para colocar a Seleção em vantagem novamente: 3 a 2.

Sem forças para responder, os americanos ainda viram o quarto gol brasileiro. Julio Batista tinha acabado de entrar e sofreu pênalti. Na cobrança, Elano colocou no canto direito de Howard, que foi para o outro lado: 4 a 2 para o Brasil e a primeira vitória por mais de um gol de diferença sobre os EUA. Essa foi a 14ª vez que os dois times se enfrentaram e o Brasil ganhou 13 delas.

Na próxima quarta-feira às 21h30, o Brasil volta a campo, agora em Boston, para enfrentar o México. Será o último amistoso da Seleção antes da estreia nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010. O primeiro jogo dos brasileiros acontece no dia 14 de outubro, fora de casa, contra a Colômbia.

3 comentários:

Obede Jr. disse...

Não foi uma grande partida da seleção, e nem de Ronaldinho, que apenas teve lampejos de bom futebol. Ele deu bons passes e bateu escanteios perigosos, mas não conseguia segurar a bola no pé, em parte culpa do gramado, que era bem de fezes! Novamente a seleção jogou para o gasto e ganhou de um Estados Unidos em péssima fase.
Vamos ver contra o México, nosso principal algoz!
Abraz!

João de Andrade disse...

Jogo contra os EUA é sempre difícil. É impressionante como eles marcam forte, em cima. O Robinho ficou até bravo pela marcação deles, mas é o estilo de jogo mesmo.
Acho que o jogo foi bom, não foi brilhante, mas foi um teste diferente, pois poucas equipes saem para marcar o Brasil no campo de defesa.
Agora que venha o México, que será mais difícil... e como é amistoso, é bem capaz que eles vençam, porque quando vale alguma coisa, eles entregam!
Abraços...

Leandro disse...

Como sempre foi meio chato e de u sono ver jogo da seleçao.
Como sempre os eua complicam mas o Brasil vence
Como sempreo kaka e ronaldinho disputam os amistosos que nao vale nada, mas copa america que é bom ngm quer neh