quarta-feira, 19 de setembro de 2007

Polêmico, 'drible da foca' ganha mais um capítulo

A novela envolvendo o meia Kerlon, do Cruzeiro, e seu drible da foca, ganharam mais um capítulo. Agora foi a vez do zagueirão Luiz Alberto(foto), do Fluminense, condenar a atitude da jovem promessa cruzeirense.

Luiz Alberto disse que "arregaçaria" o jogador caso ele fizesse o "truque" em sua frente. Ele classificou o lance como falta de respeito com o adversário e afirmou que, se fosse preciso, aplicaria um golpe de capoeira para tirar a bola de Kerlon.

Após fazer o comentário, o zagueiro falou que tem conhecimento de que as declarações possam parar no STJD, mas não tem medo de sofrer punição.

A declaração chegou aos ouvidos do procurador-geral (e Robert) do Tribunal, Paulo Schmitt, que lançou um desafio a Luiz Alberto. Quer ver se ele tem mesmo coragem de fazer o que falou e que se fizer, será punido. No entanto, Fluminense e Cruzeiro não se enfrentarão mais no Brasileirão e o confronto ficará para o ano que vem.

Na segunda-feira, durante o programa Bem,amigos!, do Sportv, o lateral do Santos e da Seleção, Kléber, também ficou ao lado de Coelho e disse que teria tido a mesma reação do lateral do Atlético/MG caso sofresse o drible. Ele não acredita que o cruzeirense faria a "foquinha" se estivesse em desvantagem no placar.

Kerlon, por sua vez, depois de ouvir todos os tipos de ameaças, não se mostra intimidado com os adversários. Vai continuar fazendo a jogada que inventou.

8 comentários:

Obede Jr. disse...

Por isso que o Brasil não vai pra frente.. qdo alguém inventa uma jogada bonita e de habilidade, recebe ameaças de ser 'arregaçado'? Meu Deeeus!
Quero só ver qdo for Cruzeiro e Fluminense..

João de Andrade disse...

O Luis Alberto, além de um zagueiro ruim, é muito burro. O cara vai dar uma entrevista, "pensa" antes de falar e ainda avisa: "posso ser punido por falar isso". Ainda assim, vai lá e fala! Precisa ser muito burro...

Mas qual outro recurso ele teria para tirar a bola? Ele é fraco tecnicamente, teria que partir pra violência... o que não seria de se estranhar tbm!

Abraços

João de Andrade disse...

Ele é o machão então, né...

Que raiva de ver essa notícia!

Bruno Diniz disse...

Ah... vamos parar de hipocrisia! Agora vcs querem me convencer de que se viessem fazer uma graça dessas na sua frente, com vcs perdendo o jogo, vcs iam deixar barato? Claro q não! Ninguém tem sangue de barata. O cara vai vir tirar uma onda e vai tomar bordoada! Isso é natural. Ninguém vai deixar ficar tripudiando de graça.

João de Andrade disse...

Mas essa é a diferença... o Kerlon não faz como provocação. Ele faz isso desde as categorias de base, e é objetivo, em direção ao gol.

Cabe aos zagueiros descobrirem como marcar a jogada, sem apelar... o que parece ser muito difícil! Ainda mais no futebol atual, que só tem machões!

Bruno Diniz disse...

Ele faz isso desde as categorias de base, mas só faz quando tá ganhando. Nunca vi ele fazer isso em desvantagem no placar.

Lembro bem de um jogo contra a Colômbia no Sul-americano sub-17, em 2005, que ele foi fazer essa jogada no fim do jogo, quando já tava com a vitória assegurada. Levou pra ponta e começou "fez lá uma graça!", como diria um célebre narrador esportivo.

Passou pelo primeiro colombiano, mas não pelo segundo, que deu-lhe uma bica no peito. se o jogo tivesse 0 a 0, ninguém bateria nele. Ele faria a jogada até a bola cair naturalmente.

Mas ele aproveita o momento e o nervosismo dos adversários pra tripudiar. E por isso tem q tomar bica mesmo.

E a minha pergunta não foi respondida! Perdendo o jogo, deixaria ele fazer o gracejo pra cima de vc?

João de Andrade disse...

Eu vi esse jogo. E esse zagueiro foi expulso pelo "chutinho" no peito!

Eu não sei se agrediria, se tentaria tomar a bola na boa, ou deixaria cair... isso é mto coisa de momento.

Mas se o jogador for enfrentar o Kerlon, já deve entrar ciente de que ele pode fazer a jogada e que, se perder a cabeça, vai ser expulso e ainda pegar um gancho do STJD.

O Kerlon está certo, agindo conforme as regras... o zagueiro que agredir e que 'arregaçaria' o jogador é que estão errados!

Bruno Diniz disse...

Mas isso é claro. O Kerlon tá certo. Mas a gente que joga bola sabe que não é nada fácil aceitar o cara fazendo graça pra tripudiar.

Não condeno a atitude do Kerlon e nem a dos marcadores. Acho que ele tem mais que fazer o drible e os zagueiros tem mais é que chutar a cabeça dele.

E cada um que arque com as consequências!