quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Brasil volta ao Maracanã pela primeira vitória nas Eliminatórias

O torcedor não aguentava mais esperar. Foram sete anos de distância e saudade dos cariocas. Mas essa ausência será recompensada hoje, às 21h45. O Brasil volta ao Maracanã para enfrentar o Equador, em jogo válido pela segunda rodada das Eliminatórias Sul-americanas da Copa do Mundo.

A última partida da Seleção no gramado do estádio mais charmoso do mundo foi realizada no dia 3 de setembro de 2000. A equipe era comandada pelo técnico Wanderley Luxemburgo (ainda com W e Y) e venceu a Bolívia por 5 a 0, com três gols de Romário.

Ronaldinho estava em campo naquela tarde chuvosa de domingo, mas não passava de um codjuvante. Era um menino magrelinho, com a cabeça raspada e o número 7 nas costas. Hoje, cabeludo, forte e dono incontestável da camisa 10, quer ser o protagonista da partida e da vitória da Seleção.

O craque do Barcelona é o único dos convocados por Dunga que já jogou no Maracanã com a camisa amarelinha.

O Equador, adversário da noite de hoje, perdeu na estréia para a Venezuela. Um placar pra lá de surpreendente, uma vez que os equatorianos jogaram em casa.

Para tentar vencer o Brasil, o técnico Luís Suarez faz mistério e realizou treinos secretos. O segredo do time mescla a juventude de Benitez, de 21 anos, com a experiência de Ivan Hurtado. Com 145 jogos, Hurtado é o jogador equatoriano que mais vezes vestiu a camisa da seleção. O defensor está a três jogos de igualar Cafu como o recordista mundial de jogos por um time nacional.

Que a festa no Maracanã seja bonita e que o Brasil consiga vencer e, acima de tudo, convencer o torcedor que anda desconfiado.

BRASIL
Júlio César; Maicon, Lúcio, Juan e Gilberto; Gilberto Silva, Mineiro, Kaká e Ronaldinho Gaúcho; Robinho e Vágner Love
Técnico: Dunga

EQUADOR
Viteri; De La Cruz, Ivan Hurtado, Spinoza e Bagui; Valencia, Mendez, Castillo e Ayovi; Benítez e Tenório
Técnico: Luís Suarez

Data: 17/10/2007 (quarta-feira)
Horário: 21h45 (horário de Brasília)
Local: estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Jorge Larrionda (Uruguai)

Auxiliares: Mauricio Espinoza e Edgardo Acosta (ambos do Uruguai)

Um comentário:

Leandro disse...

Ah nem li tudo rs

Mancada � levar um jogo contra o ecuador pra la